Malta from Oliver Astrologo on Vimeo.

Estudo e Trabalho

Malta: intercâmbio de estudo e trabalho

on
20 de junho de 2018

O buraco é mais embaixo!

Antes de tudo, dê o play nesse vídeo maravilhoso. Vai, assiste antes! <3

Agora vamos ao que interessa…

Quando saiu a notícia de que Malta seria uma opção a mais de destino para brasileiros estudarem com permissão de trabalho todo mundo comemorou e até li por aí um “Malta is the new Ireland”.  Foram vídeos e mais notícias postadas em menos de 24 horas depois da notícia, mas ninguém sabia exatamente como funcionava, nem sabia explicar quais seriam as regras.

Demorei a falar sobre o assunto porque queria validar e entender exatamente como funcionava para passar as informações com o máximo de verdade(lembre-se que as verdades sobre estudo e trabalho no exterior são transitórias – mês que vem pode mudar tudo).

A permissão de trabalho em Malta veio diferente de qualquer um dos outros países que dão essa permissão de trabalho a brasileiros com visto de estudo. Veja abaixo o que você precisa saber antes de considerar Malta como seu destino para estudar inglês e trabalhar:

  1. Você entra com visto de turista e só pede a extensão depois que entra no país:
    Isso significa que mesmo que você queira ir já com um curso de 6 meses ou mais, o recomendável (lembre-se que é tudo novo e o território é desconhecido) é ir com 12 semanas de curso(período máximo permitido com o visto de turista) e fazer a extensão a partir da terceira semana de curso.*(é importante ir com a passagem de ida e volta para 12 semanas)
  2. Somente com visto de turista aprovado, você pode procurar um emprego(mas ainda não pode trabalhar):
    Uma vez que o seu curso foi estendido e o seu visto de estudo foi concedido(até aí já se passaram pelo menos 6 semanas), você poderá poderá aplicar para o Employee License através do JOBPLUS. O Jobplus é como se fosse uma plataforma de emprego do governo de Malta. Primeiro você encontra um emprego, depois aplica para o Employee License. Esse processo demora em torno de  de 4 a 6 semanas.
  3. A partir do 91º dia você poderá trabalhar legalmente no país:
    Desde que esteja matriculado regularmente num curso de no mínimo 15 horas/semana com permissão de trabalho de até 20h por semana. Não tem período de “férias” como a Irlanda onde o estudante estuda 25 semanas e tem mais 8 para viajar ou trabalhar.

CUSTOS

Compreendida toda a parte burocrática e como funciona o programa, vamos aos custos do investimento. Escolhi a EC English, que é uma excelente escola, com ótima localização e metodologia eficiente. Essa simulação foi feita para um período de baixa estação (leia-se fora de junho, julho, agosto e meados de setembro):

O que?

Quanto?

Curso 20h/semana – 24 semanas EUR 3.264
Casa de família/quarto individual/café da manhã – 4 semanas* EUR 880
Taxas(inscrição,matrícula, acomodação, ambiental)** EUR 130
Transfer(incluso quando compra acomodação da escola) EUR 0

Total de investimento do curso em EUROS:

EUR 4.274

Em REAIS:

R$ 19.412,64***

Considere que aproximadamente R$ 20.000 será seu investimento inicial quando decidir que Malta é seu destino. Note, porém, duas coisas:

*No orçamento acima fiz somente com 4 semanas de acomodação, que é um período médio pra você decidir se continua no mesmo lugar ou procura outra acomodação por conta própria.
**As taxas e valores são promocionais e podem ser mais altas que isso
***Euro cotado a 4,54 (eu sei, está alto, mas se quando você ler esse post estiver menor, MELHOR!)

Acabou?

Não.

Agora vamos aos detalhes do que você vai precisar pra ter esse visto e essa permissão de trabalho em termos de custos:

Visto de estudo: EUR 106
Employment License: EUR 230

Valor que terá que ser comprovado para a extensão do visto: EUR 700 a 1400 euros por mês. Esse valor vai variar se você já tem acomodação alugada/reservada pelo período todo ou não. Considere 24 a 48 euros por dia. O valor não é exato. Para essa comprovação, deverá ser fornecido extrato bancário em inglês, ou caso o banco não traduza, você precisa fazer uma tradução juramentada(considere uns R$ 70 a R$ 100,00 por folha).

Depois de todo o sacrifício, ganha quanto?

Por lei, o mínimo de Malta por hora é EUR 4,25. Hotéis e restaurantes costumam pagar uma média de EUR 5/hora

Conclusão: Talvez você não pague o investimento, talvez não seja o destino pra você “fazer a vida”. Porém, se você decidir por Malta, não tenho dúvidas de que será uma escolha fantástica. O destino é incrível e se você achar que vale a pena toda a burocracia, apenas VÁ.

Beijo,

Vanessa

TAGS
RELATED POSTS

LEAVE A COMMENT

Vanessa Aguiar
Fortaleza, CE - Brasil

Expert em intercâmbio e educação internacional há quase 10 anos. Trabalho com intercâmbio, já fiz intercâmbio e já vi, vivenciei e acompanhei várias histórias e situações que podem ou não te ajudar na sua jornada. Este não é mais um diário de intercâmbio, e sim um espaço para se discutir, aprender e descobrir tudo sobre a melhor experiência da sua vida.

Busque aqui:
Arquivo
Não viaje sem seguro!
No Facebook
Na Rede!